O Esqueleto – Adelina Velho da Palma

O ESQUELETO

És branco, muito belo e elegante,

alias a leveza à resistência,

de puro mineral é tua essência

e a solidez a nota dominante…

Do corpo físico és o estruturante

arcando com o peso da existência,

e constituis a única evidência

que resta de uma vida já distante…

Concentras em ti toda a amargura

de nossa inexorável vã figura

como se fosses tu mesmo assassino!…

A tua face é a face da morte

que nos aponta sempre para o norte

do nosso inevitável destino!…

sugiro visitem seu blogue:

http://adelinapalma.com/prosa-e-poesia