cedido por SANDRA BOTELHO

Onde estarão meus sorrisos?

Mergulhados no lamaçal da dor?

Sufocados em algum amor?

Onde está minha alegria?

Aquela que de tudo se ria…

Perdeu-se na longura da tristeza?

Já não vê no mar tanta beleza…

Foram-se embora os desejos,

o gosto doce que tinha o beijo…

Onde se escondeu a inconsequência?

Encerrou-se nessa eterna sonolência.

Plantou-se a flor e não regada…

Hoje jaz murcha e amarelada.

Ressecou-se a tez cheia de viço…

fez-se do ouro, puro lixo!

Morreu a vontade imensa de viver

silenciou-se a voz que dizia

que viver é quase uma alegria

Dorme na pedra, tremula e fria.

Ouvidos cerrados pra todas as canções.

Roubaram-lhe suas emoções…

A menina que namorava sorriso,

hoje carrega olhares imprecisos.

E chora, molhando a terra do coração…

Na esperança de vicejar a paixão!

gentilmente cedido por

Sandra Botelho

sugiro visitem o seu blogue:

http://vidaseverdades.blogspot.com

//////////////////

Soneto à Natureza de SANDRA PUFF

Ao mar…onde a vista alcança.
Ao sul… tentar ver o norte.
Do vento… folhas que caem…
Do frio… em busca do calor.

Areia! Quero areia branca.
Paisagem! Quero-a verde.
Da água e do céu esse Azul.
Para este começo, não existe fim.

Na espuma deste mar…
As pedras e conchas unidas…
E os Alísios passam…

Zéfiros, Eólios…
Boreais, Constelações…
Caleidoscópios…

gentilmente cedido por

Sandra Puff do blogue:

http://sapatinhosdadorothy.blogspot.com

que sugiro visitem.