O INSETO gentilmente cedido por ADELINA VELHA DA PALMA(Soneto satírico)

Teus olhos são ocelos de mosquito

talhados em poligonos cruéis,

tuas pernas, finas como cordéis

sustentam um enfezado corpito!…

 

Contudo, supões-te muito bonito

– o mais belo de todos os donzéis,

nem vês que de entre todos os papéis

o teu é o mais tolo e esquisito!…

 

Malgrado a tua dimensão franzina,

graças à carapaça de quitina

manténs uma estrutura das mais toscas…

 

Mas não és digno duma carabina!…

Hás-de morrer da forma mais cretina

calcado sob um reles mata-moscas!…

sugiro uma visita ao seu blogue:
http://adelinapalma.com