Assim é o Amor – O Arabe

O amor não nos pertence.
Como acontece com a felicidade, ele apenas nos visita. E, enquanto se hospeda em nossa alma, faz mais colorido o dia, mais acolhedora a noite e mais belas as notas da canção.

O amor nos traz a Vida. E bem-aventurado é aquele que o conhece, ainda que por apenas um dia e uma noite; porque voará com as asas do sonho e conhecerá um novo mundo.

Como o templo adornado pelas mais viçosas flores, é o coração onde habita o amor. E o seu altar sagrado é o corpo amado, onde o amante encontra a celebração do Universo.

Sim. E o amor é puro como a alegria da criança, a nuvem branca no céu e o regato cristalino, que entre as pedras inóspitas da montanha faz ouvir a sua canção de esperança.

Comparais o amor à rosa; e eu vos digo que é afortunada a analogia. Porque, se como a rosa o amor é belo e de pétalas macias, como a rosa guarda também os seus espinhos.

É assim que é. E, se ao prático assusta a ameaça dos espinhos, apenas a beleza da rosa importa ao sonhador; e um e outro estão certos, ao temer os seus efeitos e cantar os seus encantos.

No manto encantado do amor, cintilam como estrelas as nossas mais belas ilusões; entretanto, é também nas suas dobras que se ocultam os mais amargos desencantos.

Na sua voz vibram as mais sedutoras promessas, que nos fazem enxergar um futuro de harmonia e felicidade. No seu rastro, todavia, nada se pode ver além da saudade.

Necessitais atender ao seu chamado, porém. Porque é preciso conhecer o amor, para conhecer a si mesmo; para descobrir a magia da companhia e o tormento do ciúme.

Assim é o amor. E se faz presente no primeiro vagido do bebê, nos passos inseguros do infante ou no derradeiro suspiro daquele que bem soube viver o seu tempo.

Assim é o amor. Que se encontra no primeiro olhar, nutre-se do primeiro toque e no primeiro beijo descobre um infinito mar de sensações, que no orgasmo atingem a plenitude.

Assim é o amor. A porta pela qual chegamos a este planeta, a estrada que percorremos para o crescimento, a nossa maior motivação para seguir em frente dia após dia.

Assim é o amor. Que não nos pertence, mas está em nós.

Como a eternidade.

sugiro uma visita ao seu blogue
http://ohassan.blogspot.com

 

Até o Próximo Anoitecer -cedido por Sandra Botelho

Vede-a-lá! Ela tem olhos de serenidade…

No corpo de bronze, veste o recato de uma dama,

na alma contaminada por dores

a pureza da menina!

Veja! Ela canta… Ainda canta…

E debruça no rosto o mais doce sorriso…

Ouça, ela chora quando o

manto negro da noite cobre a terra e

uma estrela a observa, sem nada entender

sem compreender as lágrimas…

Mas a menina percebe e faz uma prece!

Ó estrela que de tão alto me observa,

cala em meu peito essa dor e me diga:

Por onde anda o meu amor?

Me responda, faça-me esse favor!

A noite continua muda, silenciosa…

E debruçada sobre as estrelas

deitada no manto negro da imensidão…

com olhos infinitos!

Nenhuma resposta ela ouve.

E se cala envolvida em seus pensamentos…

Esperando amanhecer, para de novo colar

no rosto o sorriso

e assim a vida da menina segue….

dia após dia!

Até o próximo anoitecer!

—————————————A Sandra Botelho é uma amiga muito querida da Net, uma pessoa com um espírito

muito alegre e com uma paixão em tudo o que faz. Os seus blogues são isso mesmo:

apaixonantes.

Sugiro uma visita

http://vidaseverdades.blogspot.com