Realidade Plena – Célia Laborne


 

A realidade plena pousou em minha vida.

Encontrei-a terrivelmente viva

e a senti tão perto, tão presente,

que poderia tocá-la com meus dedos.

Eu não a esperava

e nem mesmo sabia de sua eternidade,

mas ela se vestiu de lua e de flores,

e todo seu canto era antigo como o mundo.

Dei-lhe a mão e percorri o cosmo

não sei se regressei à minha casa.

Hoje, não reconheceria

nem mesmo a árvore que plantei

e que viceja desde a infância muito antiga.

A realidade elevou-me

em suas asas diáfanas

e hoje pairo sobre as árvores.