NÃO PERCA TEMPO(Anne Lieri) gentilmente cedido

Não perca tempo guardando mágoas e rancores.

A vida é muito curta para amargurar o coração!

Não perca tempo lamentando-se em dores,

Nem faça do orgulho teu maior irmão!

Saiba perdoar e também ser perdoado.

Não perca tempo semeando intrigas,

Nem remoa pensamentos atordoados.

Não existe vencedor em brigas!

Não perca tempo semeando tristezas,

Nem fazendo ninhos de ódio e de pranto!

Não perca tempo agindo com aspereza,

Procure ver na vida sua lição e encanto!

Não perca tempo enclausurado em si mesmo.

Procure um novo caminho para seguir!

O tempo sempre prepara um outro enredo,

Para que possamos nossos sonhos conseguir!

Não perca tempo em expresões duras.

Ensaie no espelho teu maior sorriso!

Faça como as crianças que são puras,

Em todas as coisas veja bondade e abrigo!

sugiro uma visita ao seu blogue:
http://asasdosversosereversos.blogspot.com

 

João Reis de Sousa

prémio Vida Literária 2012
Lusa
19 Mar, 2012, 12:19

Lisboa, 19 (Lusa) – O poeta João Rui de Sousa foi distinguido por unanimidade com o prémio Vida Literária da Associação Portuguesa de Escritores/Caixa Geral de Depósitos de 2012, anunciou hoje a organização em Lisboa.
O prémio de consagração, no valor de 25.000 euros, tem sido atribuído de dois em dois anos, a escritores de ficção, poesia e ensaio.

Distinguiu, entre outros, José Saramago, Miguel Torga, Eugénio de Andrade, Mário Cesariny e Vítor Aguiar e Silva.

Nasceu o Poema de Maria da Fonseca

De letras se faz a sílaba,

Com sílabas, a palavra,

Das palavras, o poema,

Que eu amo e o poeta lavra.

Surge o verso devagar…

Assim roda a margarida,

De manhã até à tarde

P’lo Sol vivo, atraída.

Terna, a alma inspirou

O seu primeiro sentir,

Depois, é sobre o papel

A pena deixar seguir.

Breve raiará a estrofe

De versos apetecidos.

A rima será cuidada

Mesmo a eito aparecidos