TÃO DIFERENTE – Maria Luisa Adães(gentilmente cedido)

Tudo tão diferente
Do que conheço
Tudo tão diferente…

Atirei a rede ao mar
E minha rede trouxe
Outras coisas do mar.

Tudo tão diferente…

A lua veio espreitar
Eu olhei essa lua
Diferente da lua do meu lugar.

Uma lua maior
Se espraiou no ar
Pintada de laranja e vermelho.

Tão diferente…

Ela atirava um outro luar
Me mostrava outras estrelas
E pareciam as mesmas estrelas.

E não eram
As mesmas estrelas.

Que encanto!

Há outra lua
Outras estrelas
Outro lugar
E outro mar.

Eu não sabia,
Mas o poeta não pode
Parar de olhar.

Mas pode morrer
Longe do seu lar…

Maria Luísa

sugiro uma visita ao seu blogue:

http://os7degraus.blogspot.com