EUGÉNIO DE ANDRADE, in ATÉ AMANHÃ (Linear, 1978) , in POESIA DE EUGÉNIO DE ANDRADE (Modo de Ler, 2011)

FRENTE A FRENTE

Nada podeis contra o amor.
Contra a cor da folhagem,
contra a carícia da espuma,
contra a luz, nada podeis.

Podeis dar-nos a morte,
a mais vil, isso podeis
– e é tão pouco.

*

Fotografia: Embrace, de Don Mennig

*

(CC)

(extraído da página Facebook

de Anabela de Araújo)

com a devida permissão