ALGUÉM QUE AMA MAIS – O Árabe

Sempre haverá alguém que ama mais.

Aquele que, buscando prolongar o amor, muitas vezes chegará a anular a própria vontade. E, assim fazendo, encurtará o tempo de duração da sua história.

Porque o amor tem na plenitude o seu maior encanto. E não existirá plenitude entre dois amantes, se cada um não puder expressar os seus próprios desejos.

Pois não existe, sob o sol, alguém que não se sinta incompleto. É por isto que buscais o amor: para que possais encontrar a parte que vos falta, a outra metade de vós.

E é por isto que são efêmeros os vossos amores. Porque ninguém existe que seja a outra metade de alguém; cada um de vós é um mundo à parte, com as suas próprias paisagens.

Não é em outra pessoa, que encontrareis o que vos falta; mas em vossos sentimentos. Pois é através do verdadeiro Eu, que o homem se pode ligar ao Universo.

Apenas assim, encontrareis a plenitude. Pois a centelha divina que existe em vós se ressente do exílio, e seu maior desejo é reunir-se ao Cosmo, ao qual pertence.

É esta a origem da vossa inquietação. E não conhecereis a paz, enquanto a vossa alma não conhecer esta verdade; enquanto cada homem não aceitar a si mesmo.

Por isto, sempre existirão mãos que se entrelaçam. E que um dia se separarão, para acenar um derradeiro adeus; não ao amor, mas à esperança que se vai.

Sempre existirão bocas que se beijam, entre palavras de carinho e desejo. E que um dia buscarão as palavras mais duras, para magoar a quem juravam amar.

Sempre existirão olhos que se fitam, e trocam mensagens de amor. E que um dia se entregarão a lágrimas de tristeza e saudade, ou de revolta e frustração.

Sempre existirão corpos que se encontram e penetram, e no calor do orgasmo escapam ao tempo e ao espaço. E um dia sentirão o frio cruel da solidão.

Sempre haverá alguém que ama mais. E talvez para ele seja mais dolorosa a separação. Decerto, entretanto, será o mais feliz enquanto durar o amor.

Porque com mais intensidade viverá o seu sonho.

cedido pelo: O Árabe
sugiro uma visita ao seu blogue:
http://ohassan.blogspot.com

Orquídea Macaco

Que a natureza tem lá os seus caprichos, todo mundo sabe. Mas, mesmo assim, ela sempre consegue nos surpreender.

Encontrada em altitudes entre 1000 e 2000 metros nas florestas tropicais do Equador e Peru, a orquídea macaco (Dracula simia).

A orquídea foi batizada pelo botanista Luer em 1978 e pertence à uma família de mais de 120 espécies de draculas, a maioria encontrada no Equador e, apesar de outras espécies também serem conhecidas como orquídea macaco, a simia é a que possui a semelhança mais espetacular.

Fonte: Bocaberta.org

Não se Atreva….de Andréa Maia

“Não se atreva…”

Nem pense em invadir à força meus sonhos.
Que te baste meu corpo,
meu desejo.

Nem sonhe em dividir comigo vida ou gavetas.
Me falta espaço…
em certos momentos me falta o ar
e preciso muito respirar.

Não deseje ser meu dono.
Gosto de abrir a porta e sair.
Sem tempo nem hora pra voltar.
Às vezes até sumir.

Por favor,
não desenhe nossos nomes em nenhum infantil coração.
O tempo maduro amarela as páginas,
apaga os escritos.
Faz esquecer o que na verdade, nunca foi dito.

E antes que eu me esqueça,
não se atreva a falar de amor.
Fiquemos com essa paixão e nada mais.

Nos faz bem essa nossa solitária e distante vida,
tão em paz!

(extraído da página do Facebook
de Anabela de Araújo)