• Eu amo tudo o que foi

    *Fernando Pessoa

    amo tudo o que foi,Tudo o que já não é,

    A dor que já me não dói,

    A antiga e errónea fé,

    O ontem que dor deixou,

    O que deixou alegria

    Só porque foi, e voou

    E hoje é já outro dia.

    1931

    Poesias Inéditas (1930-1935)

    • (extraído da página do Facebook
    • de Anabela de Araújo)

Autor: sinfoniaesol

Viver é o mais importante de tudo e se for com amizade, amor e saúde, que mais pedir?Viva a Vida!!!

3 opiniões sobre “”

  1. Olá, Irene!

    Lindo poema; no fundo, difícil é não gostarmos do que fomos, ainda que não tenhamos gostado de tudo…

    Obrigado pela visita e simpatia.
    Um dia destes hei-de voltar; que espero já não esteja longe, ainda que não saiba dizer quando.E até lá, deixo um beijinho amigo, mais os votos de bom fim de semana.

    Vitor

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s