SE EU PUDESSE de Nilson Barcelli

Se eu pudesse,
sentava-te ao piano
para que tocassses a melodia
que tenho de pé
e guardada para ti em silêncio.

Não em papel,
mas escrita nos meus dedos,
que morrem
na surdez de te ouvir e tocar
sem vestígios de ruído.

Que se encarquilham na saudade
de te sentir,
onde só notas perfeitas ecoassem,
profundas, com carícias
e beijos latejantes.

Se eu pudesse,
fazia com que o tempo libertasse
a nossa liberdade.

sugiro uma visita ao seu blogue:
http://nimbypolis.blogspot.com