O BAILADO DAS NINFAS

“O BAILADO DAS NINFAS”

Quereis tanto cantar o passado;
Quereis tanto cantar as ninfas que se foram!…
Cantai sim as que ficam que muitas há, bem aqui…
Ninfas, donzelas – mulheres de hoje – prontas para amar e dar!

Deixai-vos levar por elas, que sempre vos amaram…
Amam-vos e não percebeis; que só pensais em vós mesmos…
Deixai de pensar tanto em vós e deliciai-vos com as ninfas que tend…
es!
Descobrireis quão belas são e quanto vos amam…

Vede esse Porto, essa Gaia cheia de amores esquecidos por tormentas…
Senti nesse vinho o perfume de vossas ninfas!…
Vivei o hoje que o ontem ficou morto no esquecimento do passado.
Amai o que é vosso e o que se dá em troca de nada!

Amai o Porto, e Gaia, e o Vinho do Porto – porque não?
Mas amai sobretudo as ninfas – as vossas ninfas!
As ninfas que se deram para vós e que continuam a dar-se…

Fernando Figueirinhas

(extraído da página de Anabela de Araújo

do Facebook)