L Á G R I M A

lágrima
Lágrima marota
Cai no meu rosto
E vai rolando…
De mansinho…
Por toda a cara…
Vai saboreando…
E vai deixando
Um pouco de água
Um pouco de sal…

Sal de amargura…
Mas que é necessário…
E, assim vou ficando
Com o rosto mais doce…
Com o rosto molhado
E vou sentindo…
Lágrima marota.
O teu rolar…
E vou gostando…
Que te sirvas de mim
Para te acostares…
E quando quiseres
Podes voltar!…

LILI LARANJO

seu blogue:
http://africaempoesia.blogspot.pt

Autor: sinfoniaesol

Viver é o mais importante de tudo e se for com amizade, amor e saúde, que mais pedir?Viva a Vida!!!

7 opiniões sobre “L Á G R I M A”

  1. Olá, Irene!

    Tão bonito este poema!
    A lágrima é personificada, o que dá ao poema, um encanto muito especial.

    Se voltar, para acariciar o rosto, pode fazê-lo, caso não seja assim, pode subir até ao universo para ajudar a encher uma nuvem.

    Parabéns à autora, que conheço só de nome.

    Beijos da Luz.

  2. BELA HOMENAGEM QUE FAZES À NOSSA AMIGA, lILI; JÁ COMENTEI ESSA LÁGRIMA NO BLOG DELA. gOSTEI MUITO E É SEMPRE BOM QUANDO CAQI UMA LÁGRIMA…É SINAL DE EMOÇÃO, NEM SEMPRE BOA, MAS…SE SOMOS HUMANOS TEMOS LÁGRIMAS, NÃO É VERDADE? UM BEIJINHO, IRENE
    Emília

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s