FUI SABENDO DE MIM

mia coutoFui sabendo de mim
por aquilo que perdia

pedaços que saíram de mim
com o mistério de serem poucos
e valerem só quando os perdia

fui ficando
por umbrais
aquém do passo
que nunca ousei

eu vi
a árvore morta
e soube que mentia

Mia Couto, in “Raiz de Orvalho e Outros Poemas”

fonte: http://www.citador.ptbarra azul

MIA COUTO(António Emílio Leite Couto) nasceu em Moçambique em 1955.
Cursava Medicina, quando iniciou os primeiros trabalhos no Jornalismo.
Abandonou a Medicina e passou a se dedicar inteiramente à escrita.
Acaba de ganhar o Prémio Camões 2013.