Eusébio no Panteão Nacional e o bom senso dos políticos…

panteão Nacional

A Presidente da Assembleia da República, em cima do acontecimento da morte de Eusébio não se deveria

ter pronunciado sobre o assunto, muito menos levantar o problema dos custos e dar a entender que

para tal acontecer, teria que haver dádivas para o efeito de privados.

A Lei que define quem pode ou não ir para o Panteão Nacional é a Lei 28/2000 de 29 de Novembro,

aprovada na sequência do falecimento de Amália Rodrigues.

Como o corpo foi para a terra, penso que terá que decorrer alguns anos,até que se possa

trasladar para o Panteão Nacional.

Também a família terá uma palavra a dizer: se autoriza ou não e obviamente os deputados

da Assembleia da República.

Mas, é preciso bom senso, deixar “acalmar” e “abrandar” a dor, pelo seu falecimento e

depois sim, analisar e agir em conformidade.

Um àparte, achei horrível o que se passou no Cemitério, a dificuldade em fazerem chegar

a urna à cova e o alarido que as muitas pessoas presentes(algumas,obviamente)fizeram.

Estavam num cemitério,deviam respeitar todas as campas(o que não foi o caso) e estar

em silêncio.

A Câmara Municipal de Lisboa, não ter colocado a bandeira nacional a meia haste, para

receber o cortejo fúnebre que passou pela Câmara Municipal. Não há qualquer avaria que

tal justifique. Havia muitas maneiras de colocar a bandeira.

Os nossos politicos andam muito desatentos às regras minímas de bom senso.

Irene Alves

Autor: sinfoniaesol

A vida deve ser vivida intensamente. Sempre foi esse o meu lema.

4 thoughts on “Eusébio no Panteão Nacional e o bom senso dos políticos…”

  1. As cerimónias fúnebres e toda a cobertura dada à morte de Eusébio, foi colossal o que de certa firma contribuiu para os exageros populares que se fizeram notar no cemitério.
    Quanto à desatenção dos políticos, não me surpreende dada a falta de sentido ético que a maioria manifesta.

  2. Olá, Irene!

    Eu acho que a mais do que merecida homenagem pecou pelo exagero: nos adjectivos usados, nas intermináveis horas de televisão, nas lamentáveis cenas no cemitério, e ainda no aproveitamento que (de vários lados) do triste acontecimento foi feito.
    Certamente que seria difícil que assim não fosse, mas confesso que nem tudo o que vi e ouvi gostei…

    Beijinhos
    Vitor

  3. Uma homenagem justa para quem projetou a imagem do futebol português.
    Mas estes políticos realmente lá como cá é uma porcaria só.
    Um abração e belo fim de semana Irene.
    Bjo

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s