BEIJO ROUBADO de Clecilene Carvalho

Nosso amor nem nasceu e já teme a morte.
Se durar uma eternidade será por sorte.
Essa tua mania de reclamar das minhas digitais.

Queria esquecer teu nome, seu gosto, seu telefone…
Mas no meu desespero quero você de uma vez…
Não consigo ter calma… Fico triste pelo que não digo.

O que vale é a certeza de que não chorarei…
Pelo beijo que não te dei… Roubei o primeiro.

Os outros ganhei…

(Gosto da sua poesia. É uma amiga da Net, que também
teve a gentileza de me permitir inserir aqui sua poesia.
Sou uma “sortuda” de ter tantos amigos/as na Net que são
bastante solidários comigo.)
Se quiserem visitar o seu blogue:

http://clecilene.blogspot.pt quad1

Autor: sinfoniaesol

A vida deve ser vivida intensamente. Sempre foi esse o meu lema.

14 thoughts on “BEIJO ROUBADO de Clecilene Carvalho”

  1. Esta poesía es una preciosidad y es tan bonito saber que una ha sido la primera en robar ese beso….

    Tomo nota del blog para ir a visitarlo, gracias por compartirlo.

    Besitos!!!

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s