Presidente da Ucrânia destituído pelo Parlamento. Será que vai acatar a decisão?

ucrânia
O Parlamento ucraniano declarou o Presidente Viktor Yanukovich constitucionalmente incapaz de prosseguir os seus deveres, pelo que foi destituído e marcadas novas eleições para 25 de Maio.

A destituição de Viktor Yanukovich, que entretanto abandonou a capital, foi tomada por 328 votos a favor. Os representantes do Partido das Regiões, do Presidente, abandonaram o hemiciclo.

O chefe de Estado “abandonou as suas responsabilidades constitucionais, o que coloca em risco o funcionamento do Estado, da soberania da Ucrânia e a sua integridade territorial”, justificou o recém-eleito presidente do Parlamento, Oleksander
Turchynov.

A decisão deste sábado à tarde foi aplaudida pelos deputados presentes, que depois cantaram o hino nacional da Ucrânia. Nas ruas da capital, Kiev, a reacção foi semelhante, com a população a mostrar entusiasmo com a decisão.

Diferente foi a resposta ao discurso do Presidente, Viktor Yanukovich, que, em entrevista à televisão pública, afirmou que não abandona o cargo e declarou ilegais todas as decisões hoje tomadas pelo Parlamento.

Face às últimas decisões dos deputados ucranianos, a população concentra-se agora nas imediações da Assembleia para acompanhar mais desenvolvimentos.

Pode ser que a Ucrânia esteja a virar uma página na sua história, sendo que, até agora, tudo tem decorrido com calma.

Desde ontem à noite que Yanukovich está desaparecido, mas acredita-se que esteja na cidade de Kharkiv. Hoje, foi divulgada uma entrevista à televisão nacional, na qual garantia que não abandona o cargo e classificou a situação no país como um golpe de Estado.

Considerou também ilegais as decisões tomadas pelo Parlamento este sábado, como a eleição de um novo presidente da assembleia e a libertação da líder da oposição Yulia Timochenko.

Polónia apoia oposição ucraniana
O ministro polaco dos Negócios Estrangeiros, Radoslaw Sikorski, reagiu aos acontecimentos em Kiev, dizendo que não houve qualquer golpe de Estado, mas que, pelo contrário, os edifícios governamentais foram abandonados pelo Governo.

Numa mensagem pela rede social Twitter, considerou válida a eleição do novo presidente do Parlamento ucraniano e acrescentou que Viktor Yanukovich tinha 24 horas para assinar na nova Constituição da Ucrânia.

Antes desta mensagem, o chefe da diplomacia polaca esteve ao telefone com o Secretário-Geral das Nações Unidas, Ban Ki-moon, e com o ministro dos Negócios Estrangeiros russo, Sergei Lavrov, a quem terá avançado a sua posição.

Sergei Lavrov já tinha acusado hoje que a oposição ucraniana de não ter cumprido o acordo de paz assinado ontem com o Presidente do país e pediu aos seus aliados alemães, polacos e franceses – o trio europeu que ajudou a alcançar um acordo entre as partes – que interviessem.

Autor: sinfoniaesol

A vida deve ser vivida intensamente. Sempre foi esse o meu lema.

3 thoughts on “Presidente da Ucrânia destituído pelo Parlamento. Será que vai acatar a decisão?”

  1. Olá, Irene!
    Pelo que se vê, não através daquilo que as nossas Tv`s mostram … a guerra fria não acabou, ou está a ser ressuscitada – e bem acesa.

    O que está a acontecer, é na verdade a tentativa descarada de depor um governo democraticamente eleito; apoiada por essa figura sem vergonha que é Durão Barroso, um senador americano auto-proclamado herói, o Barack Obama, deputados alemães, e ainda outros.Que descaradamente interferem nos assuntos internos doutro país soberano – aparentemente governado por uma criatura frouxa.Procurando lançar o país na guerra, ou dividi-lo, para depois pilhar o que dele sobrar- e tornar mais apertado o cerco à Russia…

    É esta a minha visão do que vai sucedendo, com imensa manipulação à mistura.Oxalá que dali não saia mais uma guerra, a juntar a outras que estão em curso.

    Bom resto de fim de semana; beijinhos
    Vitor

  2. Ah, esta crise política ainda vai longe.
    O povo nas ruas e a pressão crescente e o desejo de liberdade latente, pode ser a mudança sonhada ou a frustração geral.
    Assisti a fúria do povo e derrubando estátuas do Lênin.As vezes não entendo bem estas coisas de derrubar monumentos exceto os casos de ditadores.

    Uma linda semana amiga.
    Meu abraço.
    Beijo de paz e luz.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s