DIA MUNDIAL DA POESIA (Não se perdeu nenhuma coisa em mim)

sopia

Não se perdeu nenhuma coisa em mim.
Continuam as noites e os poentes
Que escorreram na casa e no jardim,
Continuam as vozes diferentes
Que intactas no meu ser estão suspensas.
Trago o terror e trago a claridade,
E através de todas as presenças
Caminho para a única unidade.

Sophia de Mello Breyner Andresen

Autor: sinfoniaesol

A vida deve ser vivida intensamente. Sempre foi esse o meu lema.

5 thoughts on “DIA MUNDIAL DA POESIA (Não se perdeu nenhuma coisa em mim)”

  1. Olá, Irene!

    Dos blogues ausente, para tratar de maleita com nome de catarata, estou regressando devagarinho e atrasado, porque o dia da poesia já passou.Para comentar mais um bonito poema, que sendo pequeno nele tem muito para ler – e também descodificar…

    Bom restinho de Domingo e boa semana.
    Vitor

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s