D E S E N C O N T R O S de Rita Freitas

sasasasEsta arte de perder-me nos cruzamentos

É a arte do desencontro

Desencontrei-me no cruzamento de vidas

Mesmo quando te encontrei na berma de um sonho

Carente que estava de sentir

Voltei ao labirinto perdendo-me entre a morte e a vida

Inseparável que estava da solidão

Talvez cure as asas feridas

E me encontre desses desencontros

Nos meus castelos de mar.

(gentilmente cedido pela sua autora)

Podem visitar o seu blogue
http://ritafreitas11.blogspot.pt/