Saudades – Manuel Sepulveda

ester22

Quando partiste…
A chuva…o frio…e o vento
Ocuparam o lugar do sol…que se foi embora contigo.
… …
Ficou o teu cheiro.
E recordações mágicas de dedos entrelaçados …
O sabor intenso dos beijos por nós trocados…
A tua maneira doce quando nos olhavamos,
…A tua voz tão quente…
Nos murmurios segredados…
Quando ao sabor dos desejos e de vontades
Nos amavamos…

Deixaste comigo
Momentos intensamente vividos…
E tão inesperados!…
Como estes sentimentos agora nascidos.

E já são tantas as minhas saudades!…

(retirado com a devida autorização,
da sua página do Facebook)

Autor: sinfoniaesol

A vida deve ser vivida intensamente. Sempre foi esse o meu lema.

9 thoughts on “Saudades – Manuel Sepulveda”

  1. Olá, Irene!
    Lindíssimo poema;cheio de sensibilidade e também de verdade. Apesar da sua sua tristeza, ou talvez por isso mesmo…

    E como “consolação”, informo-a de que por aqui também já chove…
    E se por aí não chovesse tanto, a Irlanda não seria verde como é, e também não teria tanto encanto.

    Enjoy your Holidays!

    Beijinhos
    Vitor

  2. Uma vez li que alguém disse: ” saudade é o amor que fica ” e quando olhamos para o passado revemos tantas emoções que lá ficaram, umas boas, outras sofridas, mas são as boas que nos vêm à memória constantemente e nos deixam saudades. Lindo poema! Obrigada pela partilha e uma boa semana. Começou com chuva e mais frio, mas isso não impede que ela seja boa. Gosto mais de sol, mas…paciência! Um beijinho
    Emília,

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s