A POESIA
Célia Laborne Tavares

Quando os anjos povoam a noite
e a luz veste
e o vento os beija
a poesia te rouba aos destinos
e te traz para mim.

Quando os lagos abandonam os reflexos
e as águas dormem
no silêncio das estrelas
a poesia te entrega ao meu capricho.

Eu lhe construo um altar
cumulo-a de presentes
e a enfeito de luzes
para que a cada dia
renove a tua vinda
dsssdsdsd

Autor: sinfoniaesol

A vida deve ser vivida intensamente. Sempre foi esse o meu lema.

1 thought on “”

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s