TU NEM NOTASTE
Célia Laborne Tavares

Tu nem notaste que a noite colheu
a última palavra que te dei.
Com seus dedos negros,
modelou a eterna despedida.

Tu nem notaste que o vento
levou o meu sorriso
e me deixou desamparada,
envolta em tua sombra.

Nem percebeste os pássaros,
que cantaram minha renúncia
porque te viram diluindo-se
no tempo insondável
e me deixaram assim,
abraçada à noite,
chorando sobre o teu perfume,
e sobre o teu silêncio.
vivas1

Autor: sinfoniaesol

A vida deve ser vivida intensamente. Sempre foi esse o meu lema.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s