O fotógrafo Weerapong Chaipuck, que largou a medicina para se dedicar à fotografia, realizou uma série fotográfica que mostra a Ásia como você nunca viu antes. Além disso, para aqueles que querem tentar a carreira de fotografia, ele deixa a dica. É só conferir.

Parece que essas imagens saíram de um filme, mas fazem parte do grande espetáculo que é a vida. Esse continente tão

belo e misterioso desperta a atenção e curiosidade de todos, que muitas vezes retornam dos países asiáticos completamente fascinados.

Não é à toa que a região foi apontada por estudos da consultora Oxford Economics como motor do turismo mundial durante a próxima década. As tradições enraizadas, a fé, as paisagens absolutamente encantadoras, de natureza abundante, além da forte culinária local, fazem com que a Ásia seja um dos lugares mais procurados por turistas ocidentais que buscam uma viagem diferente, muitas vezes indo além do turismo, em busca de algo transcendental, espiritual.

Toda essa beleza mística é traduzida nas imagens registradas pelo fotógrafo Weerapong Chaipuck, que largou a medicina para se dedicar à fotografia, com foco em viagens e paisagens. Segundo ele, é preciso elaborar um estudo sobre o lugar que se visita, analisando qual é a melhor época para tirar fotografias, qual lente deve ser usada, qual é o melhor ponto para fazê-las, etc.

É evidente o uso de muitos recursos de Photoshop e outras técnicas de produção em suas imagens. Porém, ele garante que as paisagens são 100% naturais e que foram capturadas no momento certeiro, um desafio constante que vale a pena.

Fica evidente, então, que fazer uma pesquisa sobre a região e estar no lugar certo, na hora certa, são pré-requisitos que o fotógrafo Weerapong Chaipuck não abre mão na hora de completar seus cliques etéreos. Com muita técnica, ele viaja pela Ásia em busca de momentos e pessoas especiais.

Chaipuck mora em Bangkok, na Tailândia, e já passou por vários países do Oriente, como Vietnã, China e Índia em busca de fotos memoráveis. São pequenos vilarejos, aldeias com um modo de vida particular e, claro, muitas paisagens de tirar o fôlego. “Para criar um projeto, eu faço o ‘dever de casa’ antes de de viajar. Descubro a melhor estação ou época do ano para tirar fotos, qual lente usar e qual processo de pós-produção julgo que combina mais com o entorno”, conta o fotógrafo.

Com todo esse trabalho e meticulosidade, não é de se estranhar que o resultado seja tão bom. Pelas lentes de Chaipuck, as construções milenares ganham ares ainda mais místicos e pessoas comuns, cercadas despretensiosamente por paisagens deslumbrantes, tornam-se quase deuses.

Para aqueles que querem tentar a carreira, o fotógrafo deixa a dica: “Encontrar a hora exata para fotografar, seja 30 minutos antes do sol nascer ou 30 minutos antes dele se pôr, é um desafio constante. Mas é exatamente isso que faz tudo valer a pena”.

Veja algumas fotos de Weerapong Chaipuck:

© obvious: http://lounge.obviousmag.org/cafe_nao_te_deixa_mais_cult/2014/05/projeto-fotografico-uma-nova-forma-de-ver-a-asia.html#ixzz36QiwsXNh
Follow us: obviousmagazine on Facebook
2048asiaasia1asia4asia20

(algumas das imagens)
Fonte: OBVIOUS
Publicado em fotografia por Marcelo Vinicius

Autor: sinfoniaesol

A vida deve ser vivida intensamente. Sempre foi esse o meu lema.

3 thoughts on “”

  1. Olá, Irene!

    Belíssimas fotos,num continente de contrastes e tão diferente do nosso.Daí a sedução…

    E aqueles passarocos levados a bordo, “já os vi antes em acção”; por estranho que nos possa parecer, são empregues como caçadores de peixes…

    Boa semana
    Beijinhos
    Vitor

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s