Fonte: Expresso-Sapo(Morreu Emídio Rangel)

O jornalista Emídio Rangel faleceu esta quarta-feira, vítima de cancro. Estava há já alguns meses a fazer tratamento e a reincidência da doença foi assumida publicamente pelo próprio em abril deste ano, em declarações à revista “Flash!”. “É muito duro lidar com esta situação outra vez. É outra vez um cancro na bexiga”, confirmou então o antigo diretor da SIC, numa alusão ao cancro que tinha conseguido ultrapassar há sensivelmente dez anos.

O combate à doença fez com que Emídio Rangel se tenha afastado do espaço mediático no último ano, depois de ter deixado de ser comentador político na RTP Informação. Desde aí, as últimas informações profissionais que tornou públicas foram o cargo de consultor do canal Afro Music Network para os países lusófonos, que aceitou no final de 2013.

A sua carreira profissional foi iniciada em Angola – país onde nasceu -, como jornalista na Rádio Club de Huíla. Naquele país trabalhou também na Rádio Comercial de Angola, antes de regressar a Portugal, em 1975. No ano seguinte entrou nos quadros da RDP, onde se manteve até 1988, ano em que integrou a equipa fundadora da TSF.

O reconhecimento pelo trabalho desempenhado nesta estação de rádio valeu-lhe, três anos depois, o convite de Francisco Pinto Balsemão para assumir a direção de informação da SIC, o primeiro canal privado de televisão em Portugal, que a Impresa se preparava para lançar.

“O convite inicial era para diretor de informação, mas com a saída da Maria Elisa do projeto assumi também a direção de programas. Em televisão faz sentido abarcar a totalidade das responsabilidades editoriais num meio: uma televisão não se limita a dar entretenimento nem a informar. As coisas não são totalmente estanques, tem de haver uma lógica comum”, recordou Rangel, a propósito desse período, numa entrevista em março deste ano ao jornal i.

A liderança absoluta de audiências da SIC durante quase uma década foi uma das grandes coroas profissionais de Rangel. Mas o crescimento da TVI no virar do milénio, com o fenómeno Big Brother a potenciar o sucesso da aposta nas telenovelas portuguesas, viria a quebrar esse ciclo. E pouco depois, Rangel acabaria também por deixar a SIC.

“A SIC podia ter isso (o Big Brother) em exclusivo, mas eu considerei que aquele formato não era realizável no modelo da SIC. Nós devíamos ter comprado para pormos na gaveta e ganharmos algum tempo para poder arranjar alguma coisa que pudesse contrabalançar isso. Para mim, o Big Brother não era exibível na SIC porque afetaria a credibilidade do resto da estação”, recordou na mesma entrevista ao i, assumindo a importância deste formato na inversão de ciclo entre a SIC e a TVI.

Depois de sair da SIC, aceitou em 2001 o convite para o cargo de diretor-geral da RTP. Mas não ficou muito tempo na empresa pública: em 2002, no âmbito do profundo processo de reestruturação iniciado na empresa pelo então governo PSD-CDS liderado por Durão Barroso, é convidado a negociar a sua saída da empresa.

Em 2008 esteve ligado – com um grupo de outros profissionais que incluía Carlos Pinto Coelho – ao projeto de criação de um novo canal de televisão de sinal aberto, a Telecinco, onde estava previsto que assumisse o cargo de diretor do canal. O projeto, que participou no concurso para o lançamento de um novo canal de sinal aberto lançado pelo Governo de Sócrates para aumentar a oferta na futura plataforma de Televisão Digital Terrestre (TDT) acabou, no entanto, inviabilizado com o chumboda Entidade Reguladora para a Comunicação Social aos dois projetos a concurso.

O último projeto nos media em que esteve publicamente envolvido foi a tentativa de criação de um novo grupo de media com o antigo administrador da PT, Rui Pedro Soares. O lançamento de um semanário foi um dos projetos ponderados para este novo grupo, que acabou por não avançar por falta de financiamento.

Autor: sinfoniaesol

A vida deve ser vivida intensamente. Sempre foi esse o meu lema.

1 thought on “Fonte: Expresso-Sapo(Morreu Emídio Rangel)”

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s