Da grande poetisa: ROSA MARIA

mermúrioMurmúrio de vento…

No meu sonho repousa o teu nome perdurando para além do tempo…num murmúrio tão doce…tão terno…faço amor com as palavras…beijo com o coração e sonho o teu corpo no silêncio do amanhecer.
Raios de luz acaríciam o meu olhar…ondas de paixão e nostalgia tocam os meus lábios…lembro-te e o teu rosto afasta a tristeza.
Olho o horizonte e vejo o mar…as saudades são uma certeza…nas ondas solto as lágrimas numa redenção do amor…como se o teu corpo tocasse o meu.
No embalo das águas liberto-me de mim…num momento de nudez…o sonho repousa no silêncio do mar…na luz onde meu corpo foi desejo será reencontro eterno…serei asa em noite azul onde seremos para sempre o infinito.
Nestas palavras não há tristeza…apenas lembranças…depois de ti serei noite…a tua luz e o teu calor estará para sempre comigo…o mar do teu peito será o meu refúgio eterno inundando o meu olhar de ternura…apenas um momento no tempo para além do tempo…no regaço da eternidade onde enfim seremos nós.
Na efemeridade do sonho envolvo-te nas minhas mãos vazias…solto as amarras e abraço as palavras…pouso na tua a minha mão e entrego-te toda a ternura que me corre nas veias.
Fecho os olhos…ouço o meu coração na imensidão do mar e na loucura do meu sonho percorro cada sulco do teu corpo…cada letra escrita no teu olhar e deixo-me navegar no teu sorriso…apenas por um instante procuro-te na madrugada e em silêncio olho o mar e só encontro a bruma que me cobre o olhar.
E no silêncio da noite vazia vou adormecer serenamente e sonhar comigo
em ti e deixo-me ficar assim…apenas triste…a alma cheia
de amor e as mãos vazias.
Escrito por: ROSA MARIA

Retirado, com a devida autorização,
da sua página do Facebook.

Sugiro uma visita ao seu maravilhoso blogue:
http://rosasolidao.blogspot.pt/