NÃO ME PEÇAS MAIS POEMAS

Não me peças mais poemas

que eu sou a desordem

assassina e construtora

dos meus eus,

de alma à procura e em debandada

do teu cálice.

Não me peças mais poemas

que eu sou o canto

no deserto e no oásis

de um palco sem auditório

repleto de cegueira,

sem cortina de fogo e vomitório.

Não me peças mais poemas

que a tua rosa é cadeia sem desonra,

é saia comprida

ainda sem rugas

da liberdade de te amar

na desordem dos meus e dos teus eus.

 

retirado do blogue do Nilson, com a devida autorização.

Podem visitar o mesmo:

454545http://nilsonbarcellipoesia.blogspot.pt/

 

 

Autor: sinfoniaesol

A vida deve ser vivida intensamente. Sempre foi esse o meu lema.

4 thoughts on “NÃO ME PEÇAS MAIS POEMAS”

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s