DESTINOS – Carlos Fragata

vida

Levanta-se, vai acordar o dia,
Pois bem antes do sol, já está na lida,
Manda embora a lua adormecida
Que está junto d’aurora e nem a via!

Merenda preparada, vai à vida,
Que a terra já o chama e desafia…
Não era esta a vida que queria,
Foi-lhe pelo destino atribuída!…

Sonhador como ele sabe ser,
Vai acariciando o arado,
Sonhando com o dia de colher.

Humilde como é, aceita o fado
Que lhe coube na sorte, ao nascer
E sorri à tristeza, resignado…

Carlos Fragata
Foto: Nuno Correia

Autor: sinfoniaesol

A vida deve ser vivida intensamente. Sempre foi esse o meu lema.

1 thought on “DESTINOS – Carlos Fragata”

  1. Olá,Irene!
    Destinos traçados desde o momento em se é nascido; assim é a sina e sorte que a cada um cabe no momento em que lhes é dado vida…
    Muito bem escrito, e também espelho duma realidade mais antiga.
    Beijinhos
    Vitor

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s