PÔR DO SOL

Pela flora verdejante e densa caminhei

Pelas margens de rios semeei pensamentos

ErguDei os meus braços ao sabor dos ventos

Nas ondas de marés agitados mergulhei

Descansei sobre areias finas e douradas

Que comigo falavam quebrando solidões

Os meus desejos estavam presos por grilhões

As minhas angústias de anos estavam privadas

Que mil sóis me deem força para lutar

Que o meu corpo continue a caminhar

Até ver uma luz lá ao fundo, meu farol

Caí o dia no mais belo entardecer

O horizonte diz-me que não quero morrer

Sem antes ver contigo mais um pôr-do-sol

Ângelo Gomes – 28-02-2016 – 19h58

Autor: sinfoniaesol

A vida deve ser vivida intensamente. Sempre foi esse o meu lema.

1 thought on “PÔR DO SOL”

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s