CONVERSANDO

Nasci em Alhos Vedros em 1946.
e fui sabendo da história da
minha terra, quando já era um
pouco crescida e sempre me
disseram da importância que a
mesma tinha tido ao longo da
sua História.
Entretanto já crescida com 51
anos de idade, e na altura como
autarca tanto na Assembleia
Municipal da Moita, como
membro da Assembleia de
Freguesia de Alhos Vedros, vi a
saber com MUITO ESPANTO que
Alhos Vedros oficialmente nem
sequer era Vila!!!
Não queria acreditar!!! Estava
nesses órgãos autárquicos em
representação do Partido Socia-
lista e junto dos deputados do
Partido Socialista, fiz saber do
ridículo dessa situação e que
queria o assunto resolvido o
mais rápido possível.Tive o
apoio dos deputados do PS e
o assunto foi tratado na Assem-
bleia da República, por propos-
ta do PS a que depois se veio
juntar a CDU, e no dia
12 de Julho de 1997, saiu no
DR. 1ª. Série A º. 159 a eleva-
çao de Alhos Vedros a VILA.
Completou-se o ano passado 22
anos.
Ainda hoje me interrogo porquê
que a CDU que geria os órgãos
autárquicos desde o 25 de Abril
de 1974 não tratou mais cedo do assunto.

Foi com alegria que senti que tinha contribuído para acabar
com uma grande injustiça na
terra onde havia nascido, se mais não fosse, por isso já tinha
valido a pena ter sido autarca.
Aqui continuo a residir e penso
que aqui virei a morrer. Gostaria
que Alhos Vedros já tivesse uma
evolução muito maior, mas há
que ter esperança que isso venha
a acontecer.

Irene Alves